twitter
    Sejam Bem Vindos, ao Site da Arte Colonial :)

A Arte Colonial


No Brasil, a Arquitetura colonial é definida como a arquitetura realizada no atual território brasileiro desde 1500, ano do descobrimento pelos portugueses, até a independência, em 1822.

Durante o período colonial, os colonizadores importaram as correntes estilísticas da Europa à colônia, adaptando-as às condições materiais e sócio-econômicas locais. Encontram-se no Brasil edifícios coloniais com traços arquitetônicos renascentistas, maneiristas, barrocos, rococós e neoclássicos, porém a transição entre os estilos se realizou de maneira progressiva ao longo dos séculos e a classificação dos períodos e estilos artistísticos do Brasil colonial é motivo de debate entre os especialistas.

8 comentários:

Sofia Lisboa disse...

A arte colonial seguia a Igreja Católica e dos cultos.Muitas pessoas vieram catequizar os habitantes, onde alguns tinham algumas experiencias na pintura, escultura e arquitetura.
Ouro Preto é dona de grandes coleções da arquitetura e da arte colonial.

Jack , disse...

A Arquitetura Colonial foi um período de grande importância na formação do Brasil. Em um período de mais o menos três séculos foram construídos prédios de inspiração européia, porém adaptados ao clima e à vida no Brasil.

ranneraira08 disse...

A arquitetura era bastante simples, sempre com estruturas retangulares e cobertura de palha sustentada por estruturas de madeira roliça inclinada. A arquitetura religiosa foi introduzida no Brasil pelo irmão jesuíta Francisco Dias, que trabalhou em Portugal com o arquiteto italiano Filipe Terzi, projetista da igreja de São Roque de Lisboa.

www.historiadaarte.com.br

Maria Carolina disse...

complementando..
A liberdade de estilo dada ao arquiteto modifica o esquema simples, mas talvez pela falta de tempo ou por deficiência técnica não se deu um acabamento mais aprimorado.

Algumas das principais construções de taipas:

Muralha ao redor de Salvador, construída por Tomé de Sousa;
Igreja Matriz de Cananéia;
Vila inteira de São Vicente, destruída por um maremoto e reconstruída entre 1542 e 1545;
Engenhos de cana-de-açúcar; e
Casa da Companhia de Jesus, que deu origem à cidade de São Paulo.

Bruna Anselmo disse...

Os principais arquitetos do período colonial foram: Francisco Dias, Francisco Frias de Mesquita, Gregório de Magalhães e Fernandes Pinto Alpoim.
Os jesuítas ensinaram aos índios e negros o alfabeto, a religião e a trabalhar o barro, a madeira e a pedra.

O índio é muito hábil na imitação, mas, também muito primário e rústico na execução. O negro adapta-se mais facilmente e é exuberante no desenho, na arte, no talhe e nas lavras.

Sob direção dos religiosos e de mestres, vindos além-mar, o índio e o negro esculpiram muitos trabalhos, que são a base ao enxerto da arte Barroca, em auge na Europa.


http://www.historiadaarte.com.br/artecolonial.html

Anônimo disse...

site legal e muito interescante bem util

gesse disse...

Arte colonial designa a produção artística brasileira do Brasil Colônia.

O Barroco foi o movimento artístico mais importante do Brasil colonial, colocando em ascensão o catolicismo e a fé. O Barroco caracteriza-se primordialmente pela arte sacra de artistas como: Aleijadinho, Agostinho da Piedade e Agostinho de Jesus.



http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_colonial_no_Brasil

Jessica Sousa disse...

Muito legal !!

to fazendo um trabalho com esse tema, vc me indica algum bom livro??

Postar um comentário